2017 é uma revolução

img_post_2017

É engraçado que na maioria de todas as retrospectivas as pessoas ainda seguem a mania de tratar o ano que se foi como algo macabro ou catastrófico. Não funciona bem assim. Pelo menos, aprendi ao longo dos vinte e dois anos que, deve-se agradecer por todos os trezentos e alguns dias vividos mesmo que eles sejam das piores maneiras possíveis.img_sorteio-livro-jesuscopy2

Precisamos na verdade de algumas doses de reflexão. Calma, eu sei que parece bem clichê mas, já parou para pensar no quanto esquecemos de pensar? Digo, qual seria a finalidade de começar novos sorrisos em novos dias com novos tempos mantendo a ignorância de antigas práticas e culpabilizar mais um ano? Qual o sentido da culpa?

Eu gosto da ideia de que um novo ano gera novas oportunidades de se construir novos meios, novos caminhos, novos pensamentos e na maioria, uma nova vida. Não que o novo ano em si seja capaz de argumentar tais transformações. Mas, enquanto humanos, podemos sim, usufruir de um novo começo para novas escolhas. Escolhas? Exatamente. Talvez, a culpa, seja delas. Ou de nós mesmos.

Revolucione-se. Duplique-se e mantenha-se fixado nos Céus. Não vacile, não retroceda, não permita torna-se alvo. Mas, lembre-se sempre que um novo ano sempre surge com novas surpresas.

2017 poderá trazer mais cafés. Cafés dos quais podemos compartilhar com pessoas que amamos, com coisas que amamos, com nós mesmos e até com todo o futuro que nos aguarda através de planejamentos.

2017 poderá trazer novas experiências. Ninguém vive para se autodestruir. Queremos alcançar nossos objetivos, moldar nosso caráter, explorar novos recursos e, sobretudo, respirar a paz.

2017 poderá trazer dor. Dor que elimina todo egoísmo, egocentricidade e maldade. A dor pode modular, transformar e amadurecer.

2017 poderá nos ensinar aquilo que 2016 não deu conta do recado. Sim, poderá. Poderá estampar nos rostos de cada ser que existe uma nova possibilidade de recomeço e de continuidade. Mas, se você conseguiu decifrar cada linha, eu espero que 2017 também te proporcione o momento de encontrar o seu coração em Jesus.

2017 é uma revolução. A revolução do amor, da compaixão, da expressão, da celebração, da singularidade e de tudo aquilo que é proporcionado ao Homem em sua medida. Que Jesus não fique em dois mil e dezesseis. Que Ele permaneça inabalável. E que você, de alguma forma, encontre o amor que Ele é.

Revolucione-se.

Feliz 2017.

footer_posts_author

Anúncios

3 comentários sobre “2017 é uma revolução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s